O estranho

10/01/2018

O psicanalista Nasio explica nesse trecho, que a cura se dá, em grande parte, pela abertura ao desconhecido, ao que é estranho ao sujeito, aquilo que desestabiliza a sua estrutura neurótica... 


Podemos traçar um paralelo com a famosa frase de einstein: « Nós nao podemos resolver um problema, com o mesmo estado mental que o criou ». As palavras de Nasio a sobre esse assunto são: « Enquanto psicanalistas o que devemos esperar da nossa ação?... se eu tivesse que fixar a orientação terapêutica da psicanálise, eu pegaria essa referência ao exilo. Se exilar de si mesmo constitui, aos meus olhos, uma forma de cura, como se o encontro com o estranho (desconhecido) provocasse além de tudo um efeito curativo, um alívio dos sintomas. » J.D Nasio, Cinq leçons sur la théorie de J. Lacan.